Erro
  • Falha ao carregar notícias.
Tradição e confiabilidade desde 1972. (41) 3252.5510Agende sua visita
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

Alguns estudos apontam, dependendo dos anos da conta, num prejuízo na ordem de 88,3% sobre o saldo do FGTS.

 

Vejamos a evolução da supressão da correção, segundo as Centrais Sindicais:


  • No ano 2000 a inflação foi de 5,27%, e o governo aplicou 2,09% nas contas;
  • Em 2005 a inflação foi de 5,05%, e aplicaram 2,83% nas contas;
  • Em 2009 a inflação foi de 4,11%, e as contas receberam só 0,7%;
  • Desde setembro de 2012 a correção das contas tem sido de 0%.

 

Este prejuízo somente abrange trabalhadores no regime da CLT e que tenham conta do FGTS desde 1999. Valores existentes e sacados anteriormente não têm diferença.

 

Importante esclarecer que, como toda a ação, existe risco no resultado. Apesar da tese defendida contar com fundamentos jurídicos relevantes não há entendimento pacificado sobre o assunto. Existe risco de condenação em custas e demais despesas processuais, no caso de insucesso total da ação.

 

De qualquer forma entre 2002 e 2012, o lucro do FGTS deu um salto de dez vezes (938%) e o patrimônio líquido — dinheiro que o governo usa para investir em infraestrutura — cresceu 433%. O valor recebido pela Caixa para administrar as contas subiu 274% e chegou a R$ 3,3 bilhões no ano passado, e o total depositado aumentou 142%. Já o valor total dos juros e da correção monetária creditados nas contas dos trabalhadores ficou em R$ 8,2 bilhões em 2012, uma alta de apenas 19% na comparação com 2002. E o rendimento das contas nesses 11 anos foi de só 69,15%, bem abaixo da inflação acumulada no período medida pelo INPC (103%), revela estudo inédito elaborado pelo Instituto FGTS Fácil.

Share

 

blockquoteO fim do Direito é a paz; o meio de atingi-lo, a luta. O Direito não é uma simples idéia, é força viva. Por isso a justiça sustenta, em uma das mãos, a balança, com que pesa o Direito, enquanto na outra segura a espada, por meio da qual se defende. A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada é a impotência do Direito. Uma completa a outra. O verdadeiro Estado de Direito só pode existir quando a justiça bradir a espada com a mesma habilidade com que manipula a balança."

 

Rudolf Von Ihering

Contato

address

Nosso endereço:

Rua Marechal Hermes, 102 - Alto da Glória 
CEP. 80530-230 - Curitiba - Paraná - Brasil

 

phone

Fone / Fax:

+55 (41) 3252.5510 / 3015.4007

 

email

Email:

contato@advog.com.br